Últimas Histórias

Há alguns dias um amigo comentou comigo, meio que em desabafo: “to cansado, entediado dessa vida. Nada acontece de diferente, todo dia acontece tudo igual”. Eu, claro, na hora quis falar um monte de coisas a ele, mas sabe quando você percebe que não é o momento certo? Ele estava tão cansado, tão irritado que uma opinião naquela hora seria a última coisa que ele ouviria.

Pois bem, chegou a hora de dizer o que eu penso sobre isso e resolvi escrever por meio do blog, porque além desse amigo ser um leitor aqui do Garoto in Foco, é provável que esse texto acabe sendo útil também a alguns outros garotos.

Bom, se a vida está entediante, repetitiva e cansativa, há um enorme grau de responsabilidade sua em relação a isso, embora na maioria das vezes muita gente não se dê conta. A frase é clichê, mas verdadeira: a vida é feita de escolhas. Ou você escolhe ficar esperando que um monte de coisas bacanas caiam diretamente do céu para o centro da sua vida ou você, pessoinha muito capaz de ir à luta e conquistar seu espaço, decide o que quer e vai à luta para conseguir.

Mas o que você quer, afinal? Qual a sua verdadeira meta de vida? O que você quer pra si, o que você quer ser? Antes de decidir ir a qualquer lugar é muito importante que se faça essa pergunta, porque somente a partir dela você conseguirá traçar um planejamento e começar a trabalhar para conquistar seu objetivo. Às vezes a gente fica reclamando, mas nem nós mesmos sabemos o que queremos. Aí, meu amigo, é realmente perda de tempo. Saber o que a gente quer é o primeiro passo para chegarmos a algum lugar.

Há 6 anos, quando comecei este blog, eu sabia que queria escrever para o público masculino. Sabia que havia pouco conteúdo voltado para os homens e eu queria fazer algo realmente bacana, onde os garotos pudessem se encontrar e ler aquilo que lhes interessava de verdade. Hoje o blog se transformou numa inspiração não só para mim, mas para muita gente. E foi por meio dele que me apaixonei pelo mundo da moda, que aprendi, que cresci. O Garoto in Foco me abriu muitas portas, tanto como modelo como blogueiro, mas não pensem que foi fácil, pelo contrário: enfrentei muito preconceito, muitos dias ruins e inúmeros obstáculos. Se não soubesse realmente qual era meu objetivo teria me perdido e desistido no meio do caminho, mas graças a Deus mantive minha determinação, aguentei firme e hoje estou muito feliz e satisfeito.

E meu conselho ao meu amigo e a você que também se sente perdido é que reflita um pouco sobre o que realmente te faz feliz e escolha seu caminho. A vida só é entediante se você segue no automático, sem emoção. Haja com o coração, afinal você não é um robô, mas um ser humano cheio de potencial, talento e prestes a construir uma grande história. E então, por onde ela começa?

Abraços!